Jogo com Gerês termina aos 55 minutos por inferioridade numérica do Martim 2012.04.30
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
  Gerês - Martim
 
  Jogo polémico, com uma arbitragem tendenciosa, aquele que colocou frente a frente Gerês e Martim. A partida terminou aos 55 minutos por inferioridade numérica do Martim, quando o Académico ficou reduzido a apenas seis jogadores em campo, depois de três expulsões e duas lesões, quando as substituições já tinham sido todas feitas.
Ao Martim apenas a vitória interessava, e a equipa até entrou bem no jogo, a mandar na partida, com um Gerês muito recuado a dar a iniciativa de jogo ao Académico.
Aos 12 minutos, na sequência de um pontapé de canto, Roque introduz a bola na baliza do Gerês, mas o árbitro Nuno Paiva foi rápido a assinalar uma mão de Roque que só ele conseguiu ver, era o início de uma arbitragem vergonhosa e que prejudicou sistematicamente o Martim.
Perto dos vinte minutos Carneiro surge isolado na cara de Filipe que com uma boa defesa consegue evitar o golo do Gerês, na recarga Ricky vê Roque salvar o golo em cima da linha.
Pouco depois Manaus salta com Élio na área do Gerês, com o defesa da casa a cair e tocar a bola com a mão, grande penalidade que ficou por assinalar contra o Gerês e que o árbitro conseguiu transformar em falta ofensiva.
Ao minuto 39 a equipa de arbitragem dá a machadada final no jogo, Ricky sofre falta de Roque, o árbitro assinala, sem intenção de mostra o cartão amarelo, no entanto é chamado pelo árbitro auxiliar que dá ordem para amostragem do cartão, que era o segundo e consequente vermelho. Manaus acaba também por ver o cartão vermelho por palavras ao mesmo auxiliar.
Neste lance ficou perfeitamente perceptível que a intenção da equipa de arbitragem era a de prejudicar o Martim, mas não precisam de ter sido tão descarados, deram demasiado nas vistas, o que se passou em campo foi um verdadeiro roubo orquestrado por três senhores que não podem continuar no futebol.
Dois minutos após o intervalo Pedro corta uma bola na área com a mão, o árbitro assinala grande penalidade a favor do Gerês e expulsa Pedro, deixando o Martim reduzido a oito jogadores. Na conversão Ramos bate Filipe e coloca o Gerês em vantagem.
Aos 51 minutos Xavier sai lesionado, dois minutos depois foi a vez de Horácio sair também ele lesionado, as três substituições já tinha sido feitas. Como os regulamentos não permitem jogar com menos de sete jogadores, o árbitro deu a partida por terminada.
Com este resultado o Martim vê confirmada a descida de divisão.



GD Gerês, 1
AFC Martim, 0
(Jogo interrompido aos 55 minutos por inferioridade numérica do Martim)

Campo de Jogos de Crespos, Braga
Domingo, 29 de Abril de 2012, inicio 16:00 horas
Campeonato da Divisão de Honra da AF Braga 2011/2012, 29.ª jornada
Árbitro: Nuno Paiva, auxiliado por Orlando Rodrigues e por José Carlos Silva

GD Gerês: Ruben, Neno, Élio, Maré, Rui Costa, Pinto, Ricky, Rafa, Carneiro, Tuka e Ramos.
Suplentes não utilizados: Nelson, Pisco, Bruno, Pereira, Rui, Trinta e Ni.
Treinador: Roger Bastos

AFC Martim: Filipe, Júlio, Roque, Pedro, Quinteiro, Horácio, Bruno (Gusto, 50), Xavier, Zé Miguel (Gonçalo, 50), Figo (Ricardo Cruz, 46) e Manaus.
Suplentes não utilizados: Jorge II, Maka, Tiririca, e Sandro
Treinador: Dinis Rodrigues


Disciplina

Cartão amarelo:
Horácio (32), Roque (34 e 39) e Bruno (39) do Martim.

Cartão vermelho:
Roque (39, por acumulação), Manaus (39, directo), Jorge II (39, directo) e Pedro (47, directo) do Martim.


Golos:
1-0 por Ramos (48, g.p.)
 
   
 
 
 
 
     
  Copyright 2007 Junta de Martim. Todos os direitos reservados. handmade by "Brainhouse e Tripledesign"