Escuteiros de Martim na Abertura do Ano Escutista 2012.10.19
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
  Alguns dos escuteiros na ARAE
 
  Mais de nove mil escuteiros de toda a região de Braga marcaram presença, no passado domingo, dia 14 de Outubro, na cerimónia de Abertura Regional do Ano Escutista (ARAE), que se realizou em Braga, no âmbito da Capital Europeia da Juventude.
A ARAE, que se realiza há 10 anos e tem percorrido os vários núcleos da região, tem como objectivos promover a unidade dos escuteiros, valorizar a partilha, o convívio e a recolha de novos recursos pedagógicos, bem como potenciar oportunidades educativas para os jovens.
A festa começou com a celebração da eucaristia em plena Avenida Central e nem a chuva intensa, que caiu no passado domingo, moveu os escuteiros vindos de cerca de 200 agrupamentos da região. A eucaristia foi celebrada pelo arcebispo primaz, D. Jorge Ortiga, que aproveitou a comunicação aos milhares de escuteiros que encheram a Avenida Central para declarar também aberto o Ano da Fé na arquidiocese de Braga.
“Escuteiros, fazei da vossa fé algo que vos orgulha, que vos diferencia”, desafiou D. Jorge Ortiga, evidenciando que a fé cristã, “que não se vende nas prateleiras dos hipermercados nem se descarrega da internet, mas que nos é oferecida gratuitamente por Deus, mediante a sua palavra”. E porque “há muita gente que inveja o vosso movimento, a vossa alegria, a vossa humildade e a vossa força”, o prelado exortou os membros do Corpo Nacional de Escutas a “continuar a lançar as redes, a alargar as vossas tendas aos jovens que perderam o sentido da vida e a incomodar muita gente com a vossa fé”.
No final da eucaristia, os escuteiros foram divididos por secções, onde partilharam jogos, danças e canções. A solidariedade também não foi esquecida. À semelhança do ARAE de 2011, o CNE de Braga voltou a promover uma recolha de tampinhas, à qual o Agrupamento 1204 também participou.
Atendendo ainda aos tempos actuais de dificuldades financeiras para muitas famílias, os participantes na ARAE foram desafiados a doar de peças de uniforme usadas que serão recuperadas e doadas como novas para escuteiros com maiores carências. E os escuteiros não ficaram indiferentes, sendo que centenas de peças foram recolhidas a favor do Banco de Uniforme Escutista (BUE).
 
 
     
 
 
 
     
  Copyright 2007 Junta de Martim. Todos os direitos reservados. handmade by "Brainhouse e Tripledesign"