Reportório / Letras
 
 
1. VINDIMAS 12. MALHÃO PICADO
2. RUSGA 13. VIRA AFANDANGADO
3. VIRA DO LABRIOSQUE 14. VIRA DE CRUZ
4. MALHÃO SERRA DE AIRÓ 15. LINHO
5. MOINHO DE VENTO 16. ADEUS Ó LAURINDA
6. PAI DO LADRÃO 17. CEGUINHO
7. VIRA DA PENIDE 18. LIRÓI
8. CHULA NOVA 19. O VELHO E A VELHA
9. CAMINHO DA ROMARIA 20. CORADINHA
10. Ó ROSA Ó LINDA ROSA 21. CAIDI
11. DESFOLHADAS  
 
   
 
 
 
   
   
   
 
   
  Este Grupo de Martim,
Que caminha pelo mundo.
É como o peixe na água,
Que nada e não vai ao fundo.

Sempre gostei de cantar,
Devagarinho e bem.
Eu não quer ganhar fama,
Nem tirá-la a quem a tem.
Mas há tanta gente no mundo,
Que só quer o que os outros tem.

Quem canta seu mal espanta,
Lá diz o velho ditado.
Já tenho cantado e choro,
Já tenho rido e chorado.

Subi à serra de Airó,
E ali ouvi cantar.
Ou eram os anjos no céu,
Ou a sereia no mar.

Há quem peça a morte a Deus,
Mas isso é que Deus não dá.
Vós pedi-lhe a salvação,
Porque a morte certa está.

Eu sonhei que fui ao céu,
Pra cantar com os anjinhos.
Não encontro neste mundo,
Quem faça tantos carinhos.

   
   
 
 
     
  Copyright 2007 Junta de Martim. Todos os direitos reservados. handmade by "Brainhouse e Tripledesign"